domingo, 27 de junho de 2010

Casting Crowns - Slow Fade



Cuidado olhinho com o que vê.
É o segundo olhar que amarra suas mãos,
Enquanto as trevas puxam as cordas.

Cuidado pezinho, aonde pisa.
Pois outros pezinhos atrás de você,
Certamente o seguirão.

É uma morte lenta,
Quando você se deixa entregar.
É uma morte lenta,
Quando preto e branco se tornam cinza.
Pensamentos invadem,
Escolhas são feitas,
Um preço será pago,
Quando você se deixa entregar.
Pessoas não desabam de uma só vez,
É uma morte lenta.

Cuidado ouvidinho, com que escuta.
Quando a falsidade leva a um comprometimento,
O fim está sempre próximo.

Cuidado boquinha, com que fala.
Pois palavras e promessas vazias,
Fazem corações quebrados se desviar.

É uma morte lenta,
Quando você se deixa entregar.
É uma morte lenta,
Quando preto e branco se tornam cinza.
Pensamentos invadem,
Escolhas são feitas,
Um preço será pago,
Quando você se deixa entregar.
Pessoas não desabam de uma só vez,

A distância da sua mente até as mãos,
É mais curta do que você pensa.
Cuidado se pensa estar de pé,
Você pode estar simplesmente afundando.

É uma morte lenta,
Quando você se deixa entregar.
É uma morte lenta,
Quando preto e branco se tornam cinza.
Pensamentos invadem,
Escolhas são feitas,
Um preço será pago,
Quando você se deixa entregar.
Pessoas não desabam de uma só vez,
Pais não desabam de uma só vez,
Familia não desabam de uma só vez.

Cuidado olhinho, com que vê,
Cuidado olhinho, com que vê,
Pois o Pai, lá em cima,
Está olhando com amor.
Cuidado olhinho, com que vê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário